quarta-feira, 25 de agosto de 2010

sonhar...


entre o sonhar e o meu acordar
imaginei-te
imaginei o que seria poder
tocar o teu rosto
tocar no teu cabelo
poder ter na minha
a tua mão,
sentir o teu aroma
poder cheirar-te
sublime seria o meu estar
contigo a meu lado.

10 comentários:

  1. Sublime é tudo o que escreves.
    Dá uma vontade de correr pelo amor.

    Beijinho**

    ResponderEliminar
  2. o desejo não tem fronteiras quando o sonho se transforma em realidade :)

    ResponderEliminar
  3. Quantas coisas podemos imaginar com o dia que se seguiria.

    até mais.

    Jota Cê

    ResponderEliminar
  4. Fátima...

    São caricias deslizando docemente sobre a pele essas palavras que deixas deslizando no poema!

    BeijO´ss
    AL

    ResponderEliminar
  5. belíssimo texto, você escreve muito bem :) amei seu blog! Beijos

    ResponderEliminar
  6. Obrigado pela visita. Poema sensível e tocante, de uma simplicidade perfeita, versos cujas palavras são uma voz que não precisa de metáforas nem outras figuras. Gostei muito.

    ResponderEliminar
  7. O toque é a ponte da fantasia para a realidade.
    Belíssimo poema, gostei imenso.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  8. gostei de estar aqui bela poesia...

    alma a flor da pele..


    beijos!!

    ResponderEliminar