terça-feira, 17 de novembro de 2009

Meu Segredo...


Posso contar-te um segredo?
Vou dizê-lo bem baixinho
Como se as palavras fossem de Silêncio
E esse Silêncio, som possuísse.

Consegues ouvir as minhas palavras?
Não?
Que pena
Não posso falar mais alto... É SEGREDO.

11 comentários:

  1. Não contes... é segredo!
    E depois, nas palavras, há ventos
    que derramam os sentidos.

    Consigo ouvir as tuas palavras
    sim, mas não precisas de falar
    nem alto nem a segredar
    porque o silêncio é maior!

    Um beijo PAR

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  3. Paulo:

    Obrigada pelas tuas palavras e volta sempre.

    Bjo,
    Com essência guardado no tempo
    Fatima

    ResponderEliminar
  4. Anónimo:

    Não publiquei o teu comentário por achar ser demasiado pobre...lamento mas neste espaço não há lugar para opiniões vazias como a tua...
    Obrigado pela tua visita.

    Bjo
    Fatima

    ResponderEliminar
  5. há segredos guardados na alma que deveriam sair cá para fora...


    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Gothicum:

    Muitas vezes o que guardámos dentro de nós ao invés de nos fazer bem, faz-nos muito mal... vai apagando o que temos de melhor!
    É mau, mas certamente chegará o momento em que arrancarei tudo para fora de mim.

    Bjo
    Fatima

    ResponderEliminar
  7. Posso contar um segredo?

    shhhhh... gosto mt do que escreves... :-)

    Beijinho e obrigada pelo abraço ;-)

    ResponderEliminar
  8. Lindo o seu poema...silencio gurdado na solidão das palavras.
    Um abraço
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  9. Lúcia Machado:

    Obrigada pelas tuas palavras, e ainda bem que gostas do que escrevo... Agora não em segredo, mas também eu me "apaixonei" pelo teu espaço, desde a primeira vez que o abri.

    Bjo,
    Fatima

    ResponderEliminar
  10. Sonhadora:

    Gostei da tua visita... escreves muito bem, gostei imenso. Obrigada pelas tuas palavras!

    Bjo
    Fatima

    ResponderEliminar
  11. Olá! Passei por aqui e senti as tuas palavras em silencio que dizen tudo.
    adorei Carlos

    ResponderEliminar